O que levar na mala para Austrália

E o que levar na mala – Sobre documentos e todo o resto

0

O que levar na mala para Austrália

Vejo muitos posts extremamente superficiais sobre o que levar na mala para Austrália, parece que quem escreveu nunca viajou para fora do país ou então acha que a vida é baseada em se o tempo esta frio ou quente, todo mundo sabe ou pelo menos eu espero que saiba sobre o clima do país que esta indo, acredito que todo mundo que vai passar uma temporada seja de férias, para estudar e principalmente imigrando tenha pesquisado sobre as mudanças climáticas que o lugar passa naquela época ou durante o tempo em que estará lá.

Claro, não é segredo que se você esta vindo para a Australia você tem que trazer protetor solar, mas que indicação mais idiota essa, mais ainda por que aqui o protetor é bem mais barato que no Brasil, assim como qualquer produto de beleza, você encontra produtos para o cabelo de marcas como Schwarzkopf e Tony Guy a preços muito acessíveis, é burrice trazer esse tipo de coisa, na verdade depois que cheguei aqui, vi que não vale a pena trazer nada, se desse e tivesse uma grana guardada eu traria somente meus documentos e mais nada, roupas em geral são muito mais baratas que no Brasil, produtos de beleza idem, utensílios para casa temos lojas como o K-mart que tem preços inacreditáveis, mas isso vamos abordar em um post só direcionado a compras (não vai faltar assunto para isso, quando a Carol começar a escrever sobre vocês vão enjoar de tanto ouvir falar rs).

Mas seguindo, traga suas roupas prediletas, um pouco de tudo, você tem 2 malas de 32kg para trazer e mais a mala de mão, no nosso caso que estávamos em 3 e poderíamos levar 6 malas mais as 3 de mão sobrou espaço, uma mala foi só de brinquedos do Caio, eles também são mais baratos aqui, mas se você tem coisas que estão em bom estado de conservação e ainda tiver espaço, não tem por que não trazer. Traga blusas de frio, camisetas, bermudas, camisas, calças, chinelo e tênis, tudo que você acha que vai realmente usar ou que não, se tiver espaço e peso sobrando enfia lá, melhor sobrar aqui do que faltar e o item estar no Brasil, em resumo, traga tudo que esta bom, não compre nada para trazer, é praticamente 100% de chance da coisa que você for comprar ser mais barato aqui, então traga o que tem, não adquira nada para a viagem em si.

Quem esta acostumado a viajar de avião já esta careca de saber, agora para quem não tem esse costumo vale lembrar que itens delicados e eletrônicos devem ser levados na mala de mão junto com você no avião, não despache nada que você ache que possa quebrar, se o fizer, garanta de estar bem embalado, em geral as malas chegam destruídas ao destino, você já deve ter visto algum video de como as empresas de transporte aéreo tratam as bagagens dos passageiros, no nosso caso, das 6 malas que trouxemos (as 6 eram novas e foram compradas para a viagem) 4 foram direto para o lixo, eu mau consegui tira-las da esteira e levar até o taxi, rodinhas e puxadores completamente destruídas, tudo bem que não eram as supra-sumos das malas, mas nunca tinham sido usadas, estavam novinhas antes de serem despachadas e chegaram parecendo que tinham sobrevivido a umas 3 quedas de avião, acho que nem a caixa preta de acidentes aéreos fica daquele jeito.

Sobre comidas, eu não tenho saudade de quase nada do Brasil, digo isso por que 90% das coisas que encontramos ai também encontramos aqui, o que falta da para ser substituído por outra coisa.

Tenho medo dessas pessoas que indicam ou que trazem toneladas de bolachas, halls, chocolates e bombons do Brasil, o primeiro motivo é um misto de medo, admiração e respeito por essa galera que se aventura sem grana para vir para cá, claro, são casos de pessoas solteiras e que as coisas são bem mais fáceis do que no caso de uma familia com criança, mas serio, o cara que traz meia dúzia de bolacha para vender aqui deve estar chegando sem grana nenhuma, isso é muita coragem, como disse, tenho um misto de sentimentos referente a isso, um deles com certeza é admiração, o segundo motivo é que eu realmente não entendo quem compra essas coisas, na boa, temos marcas de chocolates deliciosas aqui, não compreendo como alguém compra um diamante negro quando se tem a opção de comprar um Toblerone do tamanho de uma criança por 14 dolares, pow galera, aqui tem  Lindt, um dos chocolates mais deliciosos da terra a preços acessíveis, tem doces maravilhosos, potes de sorvete das melhores marcas a 5 dolares, temos produtos premium a preços que todos podem pagar, temos vinhos de boa qualidade a 7 dolares a garrafa e mais uma porção de produtos com preços de cair o queixo, (vamos falar mais sobre isso em outro post) mas como disse, EU não entendo, esse é um post extremamente pessoal e reflete apenas a minha opinião, se tem gente trazendo, deve ter gente comprando, então….

Bem, vamos ao que interessa, o que realmente é muito importante levar.

Importante mesmo, são os documentos rs, no início do post eu disse que a maioria dos posts são superficiais, e realmente não tem como não ser, o que realmente importante trazer para ca? Tirando seus documentos NADA. Como disse, seja óbvio, traga o que tiver e ponto, não compre porcaria nenhuma.

Em questão de documentos:

Quais documentos você precisa trazer junto com você no avião

Bem, esse é um tópico bem interessante por que existe o que foi indicado (que é sempre bom todos agirem dessa maneira) e o que realmente aconteceu com a gente.

Primeiramente o que é indicado e muito importante trazer consigo para passar na imigração Australiana, isso você não deve despachar, tem que levar sempre junto a seu corpo e a todo momento, perder, despachar ou não levar qualquer um desses documentos pode lhe causar sérios problemas.

Cartões de Embarque

Isso é meio que óbvio, mas vale sempre reforçar, tenha em mãos os cartões de embarque que você vai receber ao fazer o seu check-in.

 Passaporte

Mais uma informação meio óbvia.

Impresso da Passagem & Roteiro de Viagem

Tenha em mãos uma cópia impressa do seu roteiro completo de viagem, mostrando o número do seu bilhere, e listando números de vôos, datas e horários, ninguém sabe o que pode acontecer, então é bom você ter uma cópia sua impressa de tudo referente a sua viagem, você vai ter que fazer no mínimo uma escala e pode ser que você fique bastante tempo no aeroporto dando tempo para você dar uma volta pela cidade que esteja, no nosso caso, fizemos 2 escalas, uma em Santiago que ficamos 9 horas na cidade e deu para dar uma passeada legal por lá, aproveitamos para nos cansar ao máximo para quando voltássemos ao avião conseguíssemos dormir de fato, funcionou bastante, para vocês terem uma ideia, o Caio dormiu praticamente 12 horas, isso era uma coisa que nos preocupava bastante, manter a sanidade dele durante o longo trajeto, no final das contas foi bem tranquilo, ainda fizemos mais uma parada na Nova Zelândia, mas essa foi de apenas 40 minutos e nem saímos do aeroporto.

Impresso do Visto

No nosso caso, como aplicamos para o visto direto aqui na Austrália, não recebemos um visto padrão como o que é expedido ai em Brasilia, recebemos na verdade um documento via email com todas as informações dos 3 vistos, imprimimos esses comprovantes e levamos sempre junto durante toda a viagem.

Certificado de Vacinação Contra Febre Amarela

Tenha o seu certificado de vacinação em mãos quando passar pela imigração Australiana. Se não tiver, a imigração fará você preencher um formulário obrigatório no aeroporto, lhe avisando que caso fique doente nos primeiros 28 dias de sua estadia, deve se reportar a eles, falaremos sobre isso um pouco mais abaixo.

Cartão de Crédito, cartão de debito desbloqueado para compras no exterior ou dinheiro dos países que você fará escala

É recomendável que você tenha em mãos um cartão de crédito para cobrir qualquer despesas eventuais durante a sua viagem, por exemplo: compras feitas na área de ‘duty free’, refeições entre vôos, etc. Não foi nosso caso, nossos cartões no Brasil estavam todos estourados, o que fizemos foi trocar um pouco de dinheiro por pesos chilenos no Brasil, alem de levar uma certa quantia em dolares Australianos, alem de ter desbloqueado o cartão de debito para compras no exterior, no final das contas constatamos que essa é a melhor opção, visto que cambiar dinheiro por papel moeda sai muito mais caro, se você passar o cartão de debito mesmo (a brande maioria das maquinetas aceitam essa transação, basta seu cartão ter a bandeira cerra) é cobrado somente o IOF e o valor real da moeda do dia, agora para trocar por dinheiro mesmo, você acaba pagando a cotação da casa de cambio, que nunca é menos que a taxa do IOF.

Endereço de sua Acomodação

Tenha em mãos um impresso com o endereço completo de sua acomodação. Se você puder, use o Google Maps para imprimir também um mapa do endereço. Chegando aqui a primeira viagem que você vai fazer é de taxi, não tem jeito, por isso é bom trazer pelo menos algum dinheiro em dolares Australianos, depois que você estiver com suas malas em sua acomodação, ai sim você vai começar a usar o sistema público de transportes, mas isso é assunto para outro post.

Impresso da Carta de Confirmação do OSHC

Esse é o tal do seguro de saúde obrigatório, a sigla quer sizer Overseas Student Health Cover, ou seguro saúdo do estudante estrangeiro. Essa carta é tipo um comprovante de pagamento que você recebe deles.

Impresso(s) do(s) CoE(s)

É a confirmação da matricula da escola, é a prova que você esta realmente matriculado em uma escola, lá tem o período de estudos e tudo mais.

Detalhes de Contato na Austrália

Leve os telefones e endereços de seus contatos na Austrália anotados em algum papel alem do celular, você nunca vai saber o que pode acontecer com seu celular ou equipamento eletrônico durante a viagem.

 

Agora o que de fato usamos e o que de fato foi nos pedido

Fora o passaporte? NAAAADA, serio, isso foi surpreendente, estávamos com um medo danado da imigração, alem desses documentos indicados eu estava levando uma cópia simplesmente de todo nosso processo, tudo, cada formulário, cada papel usado, cada comprovante, simplesmente tudo, era uma pasta que parecia um fichário escolar no mês de dezembro, estava realmente carregado de papeis e documentos.

Qual chegamos na fila da imigração, olhamos para todos os guichês e tentamos identificar o atendente mais bem humorado e sorridente, praticamente todos com exceção de um tinha essas qualidades, o cara tinha uma cara de mal humorado e rabugento absurda, adivinha com quem caímos? Pois é, foi com a beleza simpática que tanto queríamos evitar, logo que chegamos no guichê ele pediu os passaportes e os colocou em um leitor, nesse momento eu já fui sacando a pasta, procurando documentos, estava parecendo aqueles assistentes atrapalhados de advogados dos filmes, que sai derrubando papel para tudo que é lado, antes que eu fizesse qualquer coisa ele bateu um carimbo em cada passaporte e sem expressar qualquer emoção disse: Welcome to Austrália.

Sério, nem visto, nem certificado de febre amarela nem nada de nada, não nos foi pedido simplesmente nada, um conhecido me disse que se nosso processo não estivesse tudo certo nós nem embarcaríamos no Brasil, que o sistema é todo interligado e blá blá blá, eu realmente não sei, de qualquer maneira faça como a gente fez, leva tudo que possível, se der qualquer problema, no mínimo a imigração vai ver que você é uma pessoa precavida e que esta com tudo certo sem maiores problemas.

 

Em resumo e mais importante de tudo

Em resumo geral do post, se você for levar ao pé da letra, nós só precisaríamos ter trazido nossos corpos e mais nada, o que você realmente tem que trazer é muita disposição e força de vontade para essa nova vida, deixe seus problemas para traz e não venha pensando em salvar seu casamento, mudar radicalmente de ser uma pessoa triste para a mais alegre do mundo só por que esta mudando de país, nossa maior e mais pesada mala é nossa consciência, se sua cabeça esta ruim ai no Brasil, é bem provavelmente que você traga seus problemas junto com você, antes de viajar, faça um descarrego mental e procure canalizar uma nova energia na sua vida, traga somente coisas boas e tente pensar nessa nova experiência como apenas mais uma fase de sua evolução, morar em outro país não é glamuroso como aparenta ser nas fotos, nenhum lugar do mundo é, em todo lugar você tem que arregaçar as mangas, pisar no barro e trabalhar muito duro para conquistar alguma coisa, ainda mais em um cultura diferente e em um país que você não é nativo, a única coisa que posso te garantir, é que pelo menos aqui você vai ter segurança, educação de qualidade para seus filhos e um pouco mais de respeito ao próximo, a Australia é um pais maravilhoso e te da todas as ferramentas para ser feliz, mas ela não vai la e constrói a sua felicidade para você, isso depende da sua consciência e do seu esforço para carregar apenas as coisas boas e deixar tudo de ruim para traz.

About author

Vitor Sant

Vitor Sant

Eu sou o pai, aquele que colocou essa ideia que fazia parte de mim a tantos anos na cabeça de todo mundo, convenci aos meus que a vida é muito curta para se nascer e morrer no mesmo lugar, que o mundo é muito grande para não o explorarmos mas também pequeno o suficiente para que isso seja possível. Sou um faz tudo que já se aventurou em dezenas de negócios próprios e do outros, quebrei a cara na maioria das vezes mas ganhei uma coisa que ninguém me tira, minhas experiências, alegrias e frustrações que me fizeram ser o que sou. Defeitos eu tenho de monte e minhas qualidades são questionáveis, sou um desenvolvedor web mediano, um designer mediano, um administrador de empresas mediano, um leitor mediano, um estudioso mediado, um marido mediano e um pai mediano, a única coisa em que sou bom mesmo é em ser eu mesmo.

Comentar o post