E a documentação? E o processo de visto?

14

Vou dar um breve relato do que aconteceu conosco referente a documentação, tivemos alguns problema durante o processo de visto que não foram nada agradáveis e acabamos tendo complicações nos momentos em que menos imaginávamos.

No nosso caso, para não termos problemas de visto com restrição, tínhamos que aplicar para um visto de longa duração, isso nos ajudaria de algumas maneiras, a primeira é que dessa forma é bem improvável que a imigração conceda esse tipo de visto com restrição, a segunda é que como estávamos querendo vir para ficar mesmo, não seria interessante ter que renovar o visto novamente depois de 6 meses ou 1 ano, pois alem de não ser barato, o governo Australiano repete toda a burocracia da primeira aplicação, então você tem que comprovar dinheiro e tudo mais novamente, isso realmente não era algo que queríamos passar novamente, pelo menos não em um curto período de tempo e a terceira mas não menos importante é que vistos de longa duração são aplicados diretamente aqui na Australia, o processo não passa por Brasilia e pela embaixada lá, quem aprova é o governo Australiano aqui, o que é muito mais rápido e tranquilo, para você ter uma idéia, o tempo normal de aprovação de vistos pela embaixada em Brasilia é de 3 meses, nosso visto foi aprovado em apenas 2 dias, já vimos casos de serem aprovados em algumas horas, é eficiência pura tanto do governo daqui como de nossa agente de imigração.

Bem, após toda nossa pesquisa e diversas reuniões com nossa agente, decidimos que a Carol iria aplicar para 10 meses de curso de inglês (8 meses de general english e 2 meses de preparatório para a faculdade) e para uma gradução de 3 anos.

Decidimos que seria ela que iria estudar por que enquanto não falamos inglês teremos que encarar qualquer tipo de trabalho que aparecer, e nesse caso os trabalhos braçais para homens pagam mais do que os trabalhos “para mulheres”, e isso não é questão de discriminação com o sexo feminino nem nada, é por que se você for colocar na balança um trabalho de limpeza para uma mulher (aqui a limpeza não é igual no Brasil, só se limpa o que esta aparente, nenhum móvel é arrastado por exemplo) e um trabalho de construção para o homem (nesse caso trabalho pesado mesmo, você começa sendo o auxiliar do auxiliar, ou seja, o burro de carga da obra) esse segundo é bem mais pesado, e se tem uma coisa que aqui na Australia que é valorizado é o trabalho pesado, logo, a construção civil ou outros trabalhos pesados como esse tem boas remunerações, então resumindo, ela iria estudar e eu não para caso aparecesse trabalho eu estivesse disponível.

Após essa escolha, veio a lista de documentos, que são:

 

1 – Para os cursos de Inglês:

Formulário para matricula na escola (Application Form ou Enrolment Form)

Isso é fornecido pela própria escola que você vai estudar, geralmente é seu agente de imigração e/ou agência de intercâmbio que fornece isso, se você esta aplicando sozinho, vai ser a própria escola mesmo que vai te fornecer.

Cópia da página biográfica do passaporte

Essa esta fácil, é aquela que de um lado tem a foto e do outro a assinatura.

 

2 – Para a universidade:

Formulário de matricula

Mais uma vez isso é fornecido pela própria instituição que você vai estudar, geralmente é seu agente de imigração e/ou agência de intercâmbio que fornece isso, se você esta aplicando sozinho, vai ser a própria instituição também que vai te fornecer.

Cópia da página biográfica do passaporte

Sempre ela, página em que de um lado tem a foto e do outro a assinatura.

Certificado do curso de Inglês

No caso se você ainda não tem curso vai ser o comprovante de matrícula do curso.

Carta de apresentação dizendo por que decidiu estudar na Australia e por que escolheu aquela universidade e aquele curso

Como disse minha agente de imigração, é por que meu país esta quase acabando, por que eu tenho dinheiro e por que eu posso rsrsrs brincadeira, essa é aquela carta meio puxa saco que você vai escrever dizendo os motivos pelo qual escolheu essa universidade e esse país, lembrando que aqui ninguém sabe que você esta vindo para ficar, tem que ser uma coisa mais direcionada a crescimento profissional, experiência em um país de primeiro mundo etc.

Diploma do bacharelado e pós (se tiver) –  original e tradução juramentada

No caso se você esta vindo fazer um mestrado, outra pós etc, o que no caso é a melhor coisa que pode te acontecer, visto que dessa maneira seu parceiro não vai ter restrição de horas de trabalho (faremos um post sobre isso), você deve fornecer o original juntamente com uma cópia juramentada, se você não sabe o que é isso, a tradução pública, comumente conhecida como tradução juramentada no Brasil, é a tradução feita por um tradutor público, também chamado de tradutor juramentado. O Tradutor Público e Intérprete Comercial – nome correto do ofício – habilitado em um ou mais idiomas estrangeiros e português, é nomeado e matriculado na junta comercial do seu estado de residência após aprovação em concurso público

Se você não conhece nenhum tradutor juramentado, eu posso te indicar um, é só me mandar um email para contato@familianaaustrália.com.br  informando seu estado e sua cidade que eu te respondo com a indicação.

Histórico escolar dos cursos universitários feitos – original e tradução juramentada

Se você terminou a faculdade você tem um desses assim como o diploma, se não sabe onde esta o seu, corre o quanto antes para tirar uma segunda via, essas coisas sempre demoram e deixar para última hora é uma dor de cabeça sem necessidade.

Diploma e histórico escolar do curso colegial (high school) – original e tradução juramentada

Se o você não tiver feito universidade vai precisar do histórico e do diploma do ensino fundamental e do ensino médio (colegial – high school), se você tiver feito faculdade saiba que algumas universidades não pedem este documento, mas se eu fosse você eu deixava ele bem a vista caso precise, tivemos um problema enorme com isso que juntamente com outros atrasos para conseguir enviar todo nosso dinheiro (falaremos disso em outra oportunidade) nos custou quase 10 mil reais, aconteceu que o da Carol estava incompleto, a escola que havia emitido não tinha o feito direito, nem percebemos, mandamos traduzir e enviamos para a faculdade, eles negaram o documento e precisamos correr atrás de uma nova cópia, acontece que já estava muito em cima da viagem e ficamos com medo da escola não conseguir emitir uma segunda via a tempo, já estávamos com as passagens compradas e quase tudo pronto, nesse momento tivemos uma crise de desespero, no final das contas tivemos uma ajuda divina e a mãe da Carol achou um adendo do histórico que comprovava que ela tinha terminado o colegial, porem nesse momento já era tarde, tivemos que trocar a data do voo e nessa brincadeira tivemos que pagar uma diferença de R$ 4.900,00 por que não tinha nenhum voo barato pelos próximos 2 meses, fora que tivemos que refazer grande parte do processo que resultou na virada do ano e no aumento dos valores dos cursos e também aumento da cotação do dolar resultando num prejuízo total de R$ 9.800,00. Nunca um papel custou tão caro, então é melhor você ter tudo por perto do que passar por uma coisa dessas.

CV em inglês

É seu curriculum mesmo, com os cursos que fez, as empresas que trabalhou etc, porem tudo em inglês. Faça um favor para si mesmo, não minta de maneira alguma nesse documento, sério, isso pode te trazer um problema tremendo, a faculdade liga até para seu primeiro emprego se precisar, se você colocar um curso que não fez eles vão descobrir e você vai ter sua carta de oferta negada pela faculdade, sem brincadeira, achávamos que o pior problema seria passar os documentos pela imigração e não foi nada disso, o grande problema mesmo foi com a faculdade, como é um visto de longa duração associado a faculdade, a imigração passa para a instituição de ensino a obrigação de uma analise mais rigorosa aos dados enviados, então não vacile, se não é verdade ou se o que você esta colocando é só meia verdade, não coloca, eles não estão la para te julgar se você foi pedreiro ou diretor de empresa, eles estão preocupados com que você seja uma pessoa integra e que fale a verdade.

Cartas de Referência em Inglês

Mais uma vez, essa não é para saber se você é o dono da BMW no Brasil ou se lavou pratos a vida inteira, eles só querem saber que você é uma pessoa integra ao ponto de alguém dar referencias a seu respeito, se não tem m empregador que possa fazer isso, peça para uma pessoa que te conhece e que também seja integra fazer falando sobre como você é uma pessoa em que se possa confiar, isso faz muita diferença, os Australianos realmente dão valor para isso, aqui a palavra vale um milhão.

Histórico do Ensino Básio (ensino fundamental) – original e tradução juramentada

Se o você não tiver feito universidade, vai precisar do certificado e do histórico escolar tanto do Ensino Básico (fundamental, 1ª, 2ª ,3ª e 4ª séries) como do Ensino Médio. Como no caso citado no exemplo de cima, mesmo que você tiver faculdade não vacile, deixa ele a vista para caso precise.

 

3 – Para a escolas da crianças:

Cópia do passaporte

Sempre a página biográfica, aquela página em que de um lado tem a foto e do outro a assinatura.

Histórico escolar dos anos que já estudaram  – original e tradução juramentada

É o histórico escolar da criança, se ela estudou que seja 6 meses, a escola vai te dar algum documento referente a isso, se a criança já terminou ensino fundamental ou qualquer etapa da educação, providencie os diplomas e históricos desses períodos.

Carta do Depto de Educação da Australia assinada pelos pais

Isso é fornecido pelo seu agente de imigração e/ou agência de intercâmbio, se você esta aplicando sozinho, tem disponível no site do governo Australiano, se precisarem eu dou uma pesquisada e passo o link.

 

4 – Para o visto

Cópia do passaporte de todos

Adivinhem qual é a parte do passaporte que deve ser enviada? Bem, se você ainda não sabe que é página biográfica, aquela página em que de um lado tem a foto e do outro a assinatura, é melhor você ficar ai no Brasil mesmo rsrsrs.

Confirmação de matricula (COE: Confirmation of Enrolment) de todo mundo que for estudar

O processo aqui é o seguinte, você avisa a faculdade, escola de inglês ou o que for que tem a intenção de estudar na instituição deles, eles pedem os documentos e analisam, após isso eles emitem uma carta de oferta, que é onde consta o que você vai estudar, por quanto tempo você vai estudar e quanto essa brincadeira toda vai custar, você assina e manda de volta para eles junto com o pagamento, somente após isso é emitido o COE, que deve inclusive estar junto de você no momento da entrada do país, mais abaixo vou detalhar o que você precisa levar no avião e o que você pode despachar com as malas.

Seguro-saúde para todos

Essa brincadeira sai cara, como você é estrangeiro e caso não tenha dupla cidadania de um país com política de reciprocidade com a Austrália (o que não é o caso do nosso impávido colosso) você não pode usar o sistema de saúde publica Australiano sem pagar, e no caso você tem que pagar a vista e ainda no Brasil o valor total referente a todo o período do seu visto, no nosso caso foram 47 meses para 3 pessoas num custo total de pouco mais de A$10.000,00, isso mesmo, 10 mil doletas Australianas, nem começa a fazer conversão se não você desiste agora, no final das contas, se fizer um calculo rápido de quanto custa um plano de saúde no Brasil, vai ver que sai bem mais barato, no nosso caso saiu pouco mais que A$ 70,00/mês por cabeça, só o do Caio nosso filho, no Brasil que era da Amil custava algo em torno de R$ 300,00/mês. Logo, nem é assim tão absurdo, o problema é ter que pagar tudo a vista e adiantado, existem opções mais baratas, mas ai cada um sabe onde seu calo aperta e onde pode apertar no futuro, com saúde nunca se brinca, ainda mais longe de casa assim.

Certidão de casamento – original e tradução juramentada

Você não é casado no papel? Dá tempo ainda? Então corre que tudo vai ser mais fácil, caso a vaca já tenha ido para o brejo e o processo já esta em andamento e não tem mais tempo hábil para os pompinhos jurarem seus votos, reuna contas no nome de ambos de pelo menos os últimos 2 anos, mostrando assim que vocês tem uma relação estável a pelo menos esse tempo e que moram juntos por esse período, apesar de viver junto com minha mulher a 8 anos, eu me casei no papel apenas 1 mês antes de aplicar para o visto, eu já estava com contas em nossos nomes separadas caso precisasse, mas no nosso caso foi tranquilo e só a certidão de casamento já foi aceita, talvez por nossa documentação estar bem arrumada e nada faltando eles nem deram bola pelo pouco de tempo de casados no papel de fato, ainda tem o atenuante de termos um filho etc, tudo ajuda no processo, cada detalhe é uma peça que deve ser encaixada para o castelo de cartas não desmoronar.

Certidão de nascimento das crianças – original e tradução juramentada

Isso você tem que saber o que é e tem que ter, se não tem, volta para o começo do planejamento que começou tudo errado rs.

Carta de Intenção para a Imigração

Uma carta semelhante à da universidade, onde você contou por que escolheu essa universidade e a Austrália, mas onde se afirma com mais firmeza que se vai voltar para o Brasil e dá algumas razões para isso: pais idosos, propriedades, negócios, etc etc, se alguém quiser eu posso postar a minha aqui para vocês terem como exemplo, não é para copiar, mas sempre vale a pena ter um exemplo de uma carta bem sucedida. É muito importante nessa carta você não falar de trabalho nem de dinheiro, nem toca nesse assunto, esquece que dinheiro existe e que você precisa dele para viver, escreve só sobre oportunidade que estudar aqui vai te trazer, como vai ser bom para quando você voltar para o Brasil (é nada vai rs) etc.

Formulario 157A e Formulário 956

São 2 formulários do tamanho de um livro do Senhor dos Anéis, é bastante coisa para preencher, você encontra isso no site do governo Australiano ou numa rápida busca na internet, mas uma vez, se você esta vindo por agente de imigração e/ou agencia de intercâmbio eles vão te fornecer isso e te ajudar a preencher, se precisar de ajuda me avisa, foi duro mas eu preenchi o meu rsrs.

Passagens aéreas

Até agora eu não entendi o momento certo para comprar rsrsrs. Sério, é tipo aquele passo que você da e fala, agora foi, o coração dispara só de lembrar, o negócio é estar sempre de olho em promoções, quando o processo estiver no jeito, você compra para uma data uns 20, 30 depois do dia que vai aplicar o visto (estou falando no caso de um visto de longa duração aplicado aqui na Australia, se for visto aplicado ai em Brasilia mesmo eu não sei te dizer) ou então compra com data em aberto (eu não sei exatamente como isso funciona, mas foi me dado essa possibilidade quando eu comprei, eu não usei e também não perguntei como era, imagino que seja a melhor opção para vistos aplicados no Brasil e que demorem todo aquele tempo para sair). Como eu disse la em cima tivemos que trocar nossa passagem por causa da documentação e envio de dinheiro, e quase que tivemos que trocar de novo, para vocês terem uma ideia, nossa segunda passagem (a já remarcada) estava marcada para o domingo seguinte ao carnaval, nós só aplicados para o visto de fato na segunda feira de carnaval (aqui na Austrália não era feriado rs), apenas 5 dias antes da viagem, imagina como nós estávamos? Eu não dormia a 2 semanas, estava um zumbi, alem de extremamente nervoso, eu não aguentava mais a minha expectativa e a de nossos amigos, para todos nós dizíamos que estava tudo certo, que já estávamos com tudo aprovado, mas na verdade estava tudo ainda pendente, imagina o stress? Bem, graças a deus, a eficiência do governo Australiano e de nossa agente de imigração deu tudo certo e na madrugada de quarta para quinta-feira nosso visto saiu, eram 4 da manhã, minha casa só tinha um mesa de computador e a cama de casal na sala onde estávamos dormindo eu minha mulher e meu filho (já havíamos vendido tudo que tínhamos, cada móvel, cada enfeite, nosso carro e tudo mais) minha agente de imigração me chamou no skype e falou Vitor, Guess what???? já tinha dado tanta coisa errada no processo, tínhamos passado por tanta coisa já que tive até medo de perguntar, respondi perguntando o que era e ela falou… Seus vistos foram aprovados e emitidos, eu dei um berro, acordei minha mulher e meu filho, nos abraçamos, eu já estava chorando e choro novamente só de lembrar, que felicidade foi aquela, meu deus, como é bom lembrar das coisas que passamos para darmos valor ao que temos, mais uma vez eu agradeço, muito obrigado.

Bem, tirando as lágrimas de lado e voltando ao assunto, nesse caso de visto de longa duração, você pode comprar passagem só de vinda, não precisa ser de ida e volta, nós preferimos fazer isso, assim economizamos uma graninha a mais para nos mantermos mais tranquilos aqui.

 

Adendos:

Pode ser que a Imigração solicite: prova de que deixou propriedade no Brasil e extrato de banco mostrando que tem dinheiro para se manter e manter a familia aqui durante o primeiro ano.

Eu não tive problemas com isso, por incrível que pareça, vistos de longa duração são tidos como de baixo risco pela imigração e quem fiscaliza um pouco mais rigorosamente é a própria faculdade, e nesse caso, você pagando tudo que tem que pagar antecipadamente, o que não é pouco, acredito que eles nem encham muito com isso, como disse, eu não tive nenhum problema com isso e sequer apresentei qualquer comprovante bancário, mas cada caso é um caso, é bom você estar com tudo preparado, se não tem essa grana, da pelo menos um jeito de manter ela na conta, ninguém chega aqui com dinheiro para ficar um ano sem trabalhar, o custo de vida aqui é caro (vou fazer um post sobre isso) e a não ser que você esteja muitíssimo bem preparado vai precisar trabalhar, ou para se sustentar, ou para não acabar com o dinheiro que você tem.

 

About author

Vitor Sant

Vitor Sant

Eu sou o pai, aquele que colocou essa ideia que fazia parte de mim a tantos anos na cabeça de todo mundo, convenci aos meus que a vida é muito curta para se nascer e morrer no mesmo lugar, que o mundo é muito grande para não o explorarmos mas também pequeno o suficiente para que isso seja possível. Sou um faz tudo que já se aventurou em dezenas de negócios próprios e do outros, quebrei a cara na maioria das vezes mas ganhei uma coisa que ninguém me tira, minhas experiências, alegrias e frustrações que me fizeram ser o que sou. Defeitos eu tenho de monte e minhas qualidades são questionáveis, sou um desenvolvedor web mediano, um designer mediano, um administrador de empresas mediano, um leitor mediano, um estudioso mediado, um marido mediano e um pai mediano, a única coisa em que sou bom mesmo é em ser eu mesmo.

Comentar o post

Avalon – Me leve ao paraíso

Calmo bairro costeiro nos arredores de Sydney. Aeroporto Internacional: 1h e 45 minutos de táxi sem tráfico – Estação Central: 45 minutos de táxi ou ...